Oração da busca pela paz aos efeitos na saúde #oraçao

Oração da busca pela paz aos efeitos na saúde

Foto: Kethlin Meurer / Folha do Mat
eAraci reza todas as noites antes de dormir e conta que a oração possibilita que ela se sinta melhor e mais calma
Araci reza todas as noites antes de dormir e conta que a oração possibilita que ela se sinta melhor e mais calma

Todas as noites, a aposentada Araci Müller, 56 anos, fecha os olhos para pedir e agradecer. Moradora de Linha Sapé, ela aposta na oração, principalmente, nos momentos em que a angústia toma conta do coração e tira a paz espiritual. Na opinião de Araci, rezar faz bem e proporciona uma maior motivação para enfrentar os desafios da vida. ‘Oração para mim é melhor que remédio de médico. Me traz uma paz.’

A certeza sobre a efetividade da oração não é exclusiva de Araci. Mesmo que a prece não substitua o tratamento médico, ela pode garantir benefícios ao organismo e, inclusive, colaborar com a recuperação de um paciente.

A prática da oração, assim como a da meditação, é capaz de gerar calma, sensação de bem-estar, tranquilidade, sensação de conforto e paz, em grande parte das pessoas que a praticam de forma regular.’

Wheber Christiano Zampiroli, psiquiatra.

Formado pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o médico explica que vários órgãos e sistem

Foto: Arquivo pessoal / DivulgaçãoZampiroli destaca benefícios como bem-estar, calma e sensação de conforto
Zampiroli destaca benefícios como bem-estar, calma e sensação de conforto

as do organismo são influenciados durante a oração. Entre eles, a hipófise – uma glândula localizada no cérebro, responsável por modular os órgãos e outras glândulas do corpo. ‘Com isso, a pessoa pode apresentar alterações de algumas substâncias como o cortisol, um hormônio relacionado ao estresse. Ele se mantém em níveis mais baixos com a prática da oração ou da meditação de forma rotineira.’

Como exerce influência sobre o sistema nervoso central, além de ‘aliviar’ o estresse, a prece pode ajudar a amenizar a dor. ‘Durante a oração, há um aumento das beta-endorfinas cerebrais, o que pode contribuir para a sensação de bem-estar e analgesia’, destaca o psiquiatra. ‘Também pode-se ter efetiva interferência nos parâmetros cardiovasculares, como a pressão arterial, a qualidade do sono e o estado de humor’, cita.

Além de influenciar diversos sistemas do corpo, a oração pode garantir benefícios porque, em geral, é acompanhada de uma respiração mais lenta e profunda. ‘Com isso, temos um melhor aporte de sangue e de oxigênio para o cérebro, diminuindo o estresse oxidativo que sofremos diariamente no sistema nervoso central. Isso contribui para um funcionamento mais harmonioso das funções cerebrais, sobretudo a concentração, atenção e muitas vezes da imaginação’, salienta o psiquiatra.

Saúde mental

O médico ainda lembra que, em um período de tempo maior, quem tem o hábito da oração desenvolve relações sociais e de apoio mais harmoniosas, assim com sentimentos de solidariedade e esperança. Aspectos como esses contribuem para o fortalecimento da autoestima, da resiliência e de proteção da saúde mental. ‘Geralmente, pessoas que professam uma fé ou que mantêm uma vida com espiritualidade tendem a apresentar uma atitude mais positiva perante os obstáculos da vida’, observa Zampiroli.

Foto: Kethlin Meurer / Folha do Mate.

Em busca de proteção

Araci é evangélica luterana, mas não por isso deixa de frequentar a Igreja Matriz São Sebastião Mártir sempre que vai até o centro de Venâncio Aires. Toda a vez que ora, Araci inclui entre seus pedidos o de proteção, já que, onde mora, em Linha Sapé, assaltos são constantes. ‘Não está fácil, tem muita violência’.

Além disso, ela comenta que a oração é uma oportunidade para fazer uma reflexão sobre algumas coisas da vida, como, por exemplo, que há motivos apara agradecer, mesmo que existam as dificuldades.

Araci conta que tem o hábito de rezar desde criança, pois a família sempre preservou esse costume. Em casa, a aposentada possui vários santinhos e muitos deles ganhou de presente. Ainda destaca: ‘Quando tem alguma coisa pesada dentro de mim e eu não consigo explicar isso para as minhas amigas, eu paro um pouco e faço uma oração para me acalmar’.

Altruísmo
Acreditar e pedir proteção para si, por meio da oração, pode garantir benefícios para o corpo e a mente, rezar pelos outros também é hábito positivo. O psiquiatra Wheber Christiano Zampiroli observa que, ao pensar no outro, mesmo que, momentaneamente, as próprias preocupações, ambições e objetivos pessoais são esquecidos.

Deslocamos os pensamentos, as orações em prol de outra pessoa. Mesmo que não percebamos, estaremos praticando a compaixão, o altruísmo e também ativando áreas cerebrais sobretudo do sistema límbico, produzindo a sensação de bem-estar psíquico e também corporal.”

Wheber Christiano Zampiroli, psiquiatra.

Estudos apontam benefícios da prece
Um estudo do físico Randolfh Byrd, apresentado em 1988, é uma das pesquisas de maior relevância no meio científico sobre os benefícios da prece. Conforme o psiquiatra Wheber Christiano Zampiroli, 393 pacientes cardíacos foram avaliados no estudo, realizado em São Francisco nos Estados Unidos.

‘Chegou-se a conclusão que havia uma diferença significativa na qualidade da recuperação dos pacientes do grupo que recebia as orações’, salienta. ‘O estudo recebeu várias críticas metodológicas, à época. Entretanto, a partir desses dados houve um aumento significativo das pesquisas que avaliam a oração, fé, espiritualidade e religiosidade em relação à saúde humana em todo o mundo.’

Outra pesquisa citada pelo médico é da universidade americana Yale, a qual avaliou 2812 idosos e concluiu que aqueles que mantinham uma prática de oração e de frequência à igreja apresentaram uma taxa de acidente vascular cerebral quase duas vezes menor do que os que não tinham esses hábitos.

Foto de perfil de Geraldo Souza

Sou Economista. Consultor de Produtos Tratamentos Cosméticos.

Deixe uma resposta